O controle ambiental é a chave para o transporte marítimo em equilíbrio com o ambiente

Enxergamos o controle ambiental como uma tarefa transversal. Quase uma dúzia de departamentos na sede, em Hamburgo, bem como todas as demais locações da Hamburg Süd pelo mundo, estão envolvidos na elaboração do balanço anual ambiental, fornecendo dados ambientais.

Estas equipes dão suporte ao controle ambiental por meio de informações que permitem dar o passo inicial de contabilização. Simplificando: o que entra na Hamburg Süd na forma de energia e matérias-primas, e o que sai na forma de emissões e resíduos?





Metas ambientais

A Hamburg Süd é uma das poucas companhias de navegação que formulou metas ambientais verificáveis e vinculativas.

  • Centramos nosso foco no dióxido de carbono por meio de um compromisso vinculativo: até 2020, a Hamburg Süd tem como meta reduzir as emissões de CO2 dos navios da empresa e de fretados, por unidade de capacidade de transporte (TEUxkm), em 45 por cento em comparação com os níveis de 2009. Além do dióxido de carbono, a unidade de medição de dióxido de carbono equivalente (CO2e) leva em conta outros gases nocivos ao meio ambiente, tais como o metano, de acordo com o seu efeito sobre o clima.

  • Vamos diminuir o consumo de energia de nossos contêineres refrigerados em todo o nosso inventário em 15 por cento, até 2015, e em 20 por cento no caso de novos contêineres

  • Estamos abandonando, na medida do possível, o uso de madeira tropical para pisos de contêineres. No período de 2012-2015, pelo menos 80 por cento dos novos navios de contêineres de carga seca terão pisos feitos de bambu ou de outros materiais alternativo